Close

21 Maio, 2020

Município de Miranda do Douro vai disponibilizar plataforma para venda online de produtos locais

Perante o contexto adverso que se vive face à Covid-19, o Município de Miranda do Douro reconhece que a necessidade de empreender adquire uma nova dimensão e aposta na criação de uma plataforma de comércio eletrónico, por forma a dar uma resposta concreta a produtores, artesãos e comerciantes da região.

Merc@ado de Sabores e Saberes Mirandeses

“Apesar do ambiente económico recessivo, o negócio das lojas online mantém a resistência e continua a evoluir favoravelmente, pelo que, a iniciativa pretende ser uma aposta credível no futuro e constituir uma mais valia para fazer prosperar os negócios que se encontrem em dificuldades e, ao mesmo tempo, criar uma oportunidade para aqueles que se iniciam na aventura do empreendedorismo”, é possível ler-se em nota de imprensa.

Merc@do de Sabores e Saberes Mirandeses nasce de uma parceria do Município e da Medidata e tem a colaboração da ACIMD (Associação Comercial e Industrial de Miranda do Douro) e da Sabores de Miranda (Associação de Produtores Gastronómicos das Terras de Miranda). Pretende ser escalonado e desenvolver-se em diferentes fases, por forma a incorporar diversas valências de acordo com as necessidades dos interessados, que pretendam aceitar o desafio do marketing digital.

Nesta primeira fase serão privilegiados os produtos locais, os tradicionais e aqueles de âmbito regional que vão de encontro com a nossa identidade e são característicos do comércio local, fruto de uma estratégia de desenvolvimento rural e de valorização do território, aproximando os consumidores do melhor que Miranda tem para oferecer.

A adesão e o acesso à plataforma serão gratuitos e permitirá adquirir produtos variados de diferentes fornecedores, de modo a simplificar o procedimento de compra, mesmo para quem tem apenas conhecimentos básicos de informática.

Por forma a disponibilizar um serviço transparente e de qualidade, o Município nomeou uma comissão técnica de acompanhamento da operacionalização da plataforma, seleção e certificação de aderentes, com representação equilibrada que defenda os interesses socioeconómicos do concelho e garanta um serviço idóneo e de confiança.

A plataforma encontra-se em fase final de operacionalização, mas estará disponível em breve.