Close

6 Novembro, 2019

Parasitóide de combate à vespa das galhas do castanheiro instalado em 94% dos locais monitorizados

Os resultados das largadas de parasitóides, feitas em 2019, como forma de combate à vespa das galhas do castanheiro são promissores.

Atualmente, o parasitóide já foi instalado em praticamente todos os locais monitorizados, nomeadamente os 11 locais monitorizados em Vinhais e 5 em Bragança.

«No geral, 94% está instalado. São resultados que eu considero muito bons. É preciso ver que esta avaliação é com poucas galhas, mas vamos agora, em Janeiro, fazer colheita de galhas e fazer uma monitorização, muito mais vasta, e estou convencido de que vamos para valores próximos dos 100%», referiu o Professor Albino Bento, em declarações Rádio Brigantia, à margem do Fórum Internacional da Castanha, realizado na Feira Internacional do Norte.

Embora as largadas estejam a ser feitas no tempo certo, nos próximos dois anos, os produtores de castanha vão ter algum prejuízo.

«Eu penso que estamos a trabalhar relativamente bem, pois estamos a fazer as largadas com critério e atempadamente. Mas é preciso que os produtores tenham paciência, porque, inevitavelmente, vão ter dois ou três anos em que vão ter prejuízo», reforçou.

As várias ações de sensibilização e o Fórum Internacional da Castanha permitiram ajudar os produtores no tratamento das doenças do castanheiro.

Fonte: Rádio Brigantia