Close

16 Outubro, 2019

Maria do Céu Albuquerque é a nova titular da pasta da Agricultura

É a segunda mulher a ocupar o cargo e substitui Capoulas Santos. O Ministério da Agricultura perde a responsabilidade sobre as florestas e o desenvolvimento rural.

O novo governo de António Costa compreende mais mulheres e ministros mais jovens. As mudanças não são muitas, mas existem algumas surpresas. 

De notar que João Pedro Matos Fernandes mantém-se como ministro do Ambiente no novo Governo, mas num Ministério que muda o nome para Ambiente e Ação Climática. O Ministério detém agora a tutela da floresta. Já a área do desenvolvimento rural deverá passar para a tutela da Coesão Territorial, pasta recentemente criada, da qual Ana Abrunhosa será ministra.

Nascida em 1970, na cidade de Abrantes, a nova ministra é licenciada em Bioquímica pela FCTUC (Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra) e pós-graduada em Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz.

Foi Presidente da Câmara Municipal de Abrantes durante 9 anos. A partir de 2013, passou a presidir ao Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Foi ainda membro do Conselho Económico e Social e do Conselho das Comunidades e Regiões da Europa na Comissão Permanente para a Igualdade das Mulheres e dos Homens na Vida Local.

É membro do Comité de Acompanhamento do Programa Operacional Regional do Centro – Centro 2020 e da Comissão Executiva da Entidade Regional do Turismo Centro de Portugal, presidindo também à direção da TecParques – Associação Portuguesa de Parques de Ciência e Tecnologia.

A ligação a uma autarquia com um forte pendor rural da nova ministra, pode explicar a opção de Costa, que muitos consideraram surpreendente. Também os meses em que geriu o Desenvolvimento Regional demonstram uma ligação com a área. O seu maior desafio, no futuro próximo, passará por negociar o quadro de fundos europeus para o setor.